A editora

Com a publicação desde janeiro de 2009 desta nova série, Cartas Bahianas, já tendo lançado os livros Para uma certa Nina, de Adelice Souza; 3 vestidos e meu corpo nu, de Marcus Vinícius Rodrigues; Aqui, de Vanessa Buffone; O sol que a chuva apagou, de Állex Leilla; Vestígios da Senhorita B., de Renata Belmonte, As receitas de Mme.Castro de Aninha Franco; Ananke de Marcos Dias; e Ao longo da linha amarela de João Filho, a P55 edições (www.p55.com.br) dá prosseguimento as edições que vem realizando na consolidação de um catálogo com autores da Bahia através de uma coleção específica para prosa e poesia contemporânea.

A P55 edições tem entre seus últimos lançamentos no catálogo, Artesanato da Bahia, de Marisa Vianna, lançado em agosto, e em junho, o infantil O reino da cana verde e outras histórias, de Eduardo Lopes. Mas suas publicações contemplam títulos diversificados como Cantos, Contos e Contas, de Viga Gordilho; Novas pinturas de Sante Scaldaferri, de Claudius Portugal; Forma e cor na arquitetura de Fernando Peixoto, fotos de Silvio Robatto e textos de Emanoel Araújo, Francisco Senna e Pasqualino Magnavita; O olhar inventa o mundo, de Cacilda Povoas; Bala, de Luís Turiba,; 3 histórias, de Luis Henrique, reunindo as novelas “Não foi o vento que a levou”, “O senhor capitão”, e “A heróica morte do combativo guerreiro”, produzida como edição comemorativa dos oitenta anos deste historiador e escritor; O Bom Comer, de Sandra Gordilho; Bahia – 20 Postais, de Sérgio Rabinovitz; O Caminho do Mar, de Maria Salles; 3 x Novos Novos, de EdsonR; Histórias e estórias da capoeiragem, de Mestre Bola Sete; O pólo petroquímico de Camaçari, de Adary Oliveira, e livros de fotos de Marisa Viana.

Também no feitio de coleções a P55 edita “EtnoBahia”, tendo lançado os livros  Candomblé – Tradição e Mudança, de Júlio Braga, e Bahia negra na coleção do Museu Tempostal, de Jéferson Bacelar e Cláudio Pereira; a “Coleção A/C Brasil”, em parceria com o Theatro XVIII, coordenada por Aninha Franco, com os títulos: Memória a respeito dos escravos e tráfico da escravatura entre a Costa d´África e o Brasil, de Luís Antônio de Oliveira Mendes; O animismo fetichista dos negros baianos, de Nina Rodrigues; A raça Africana e seus costumes na Bahia, de Manuel Querino; A destruição de Angola Janga, Correspondência da Guerra dos Palmares; Capítulos de história colonial, de Capistrano de Abreu, A arte culinária na Bahia, de Manuel Querino., e com o teatro Vila Velha, coordenado por Marcio Meirelles, os “Cadernos do Vila”, com O teatro de cabo a rabo, do vila para o interior e vice-versaHaydil Linhares – 4 peças; O teatro do bando, negro baiano e popular, de Marcos Uzel.

A P55 comercializa todos os seus livros, além da rede de livrarias e pelo site www.p55.com.br

Contatos

Editora P55  – (contato@p55.com.br) tel/fax: (71)3272 2000

Livraria Tom do Saber – (tomdosaber@gmail.com) Tel: 3334 5677 / 3331 3300

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s