Arquivo da tag: Mônica Menezes

Sonho de bailarina, Mônica Menezes

bailarinaMenção Honrosa do Projeto de Arte e Cultura Banco Capital, Ano VIII. Mais, aqui.

Anúncios

Cheio de cartaz

rinoceronte

O cartaz, com uma bela ilustração de Fernando Oberlaender, foi entregue a Nílson nesta quinta à noite no Solar Cunha Guedes, Corredor da Vitória, como reconhecimento pela Menção Honrosa do Projeto de Arte e Cultura Banco Capital, Ano VIII – Poesia. Mônica Menezes e Marcus Vinícius Rodrigues também foram contemplados com Menção Honrosa. Cada um saiu de lá com um pacote de cartazes para divulgar por aí as suas poesias.

A vencedora do projeto foi Maria Lúcia Martins, que lançou o seu livro ‘Conversas na noite’ junto com os das convidadas Cássia Lopes (‘Rumor das Horas’) e Cleise Mendes (‘O Cruel Aprendiz’).

Vamos tentar conseguir as imagens dos cartazes de Mônica e Marcus, que também ficaram muito legais, para publicar aqui.

E está lançada a promoção: quem reservar os livros de Maria e Nílson aqui no blog leva junto um cartaz. Quem já reservou não precisa se preocupar: o seu exemplar já está garantido!!!

Viajo segunda-feira, Feira de Santana

Quem quiser mandar recado,
Remeter pacote
Uma carta cativante
A rua numerada,
O nome maiusculoso
pra evitar engano
ou então que o destino
se destrave longe.

Meticuloso, meu prazer não tem medida
teje aqui segunda-feira antes da partida

Viajo segunda-feira Feira de Santana

Trace aqui seu endereço
sem deixar tropeço
pode seu destinatário
ter morrido ou simulado,
pousado ou avoado
nas sentenças do seu fado…
Eu vou ficar avexado
com uma carta sem dono
le-levando a cuja,
penando sem ter pousada
batendo de porta em porta
como uma alma penada.

Viajo segunda-feira
Feira de Santana…

Mas se eu trouxer de volta
o desencontro choroso
da missão desincumprida
devolvo seu envelope
intacto, certo e fechado
odeio disse-me-disse,
condeno a bisbilhotice.

Viajo Segunda-feira
Feira de Santana…

Se se der o sucedido
me aguarde aqui no piso,
sete semanas seguidas
a partir do mês em frente
não sou letra reticente
palavra de homem racha
mas não volta diferente.
Tom Zé

É nesta segunda-feira, em Feira de Santana

CARTAZ.uefs